11
out
07

[FALSIDADE] Ser Falso Consigo Mesmo

Falsidade

Ser Falso Consigo Mesmo

Os sinceros e puros de coração não gostam de falsidade.
Nesses últimos dias, minha mente fez-me perceber uma coisa.
Quando pensamos em falsidade, pensamos imediatamente em uma pessoa sendo falsa com a outra. E uma pessoa, fez-me ver que existe a falsidade interna.
Falsidade interna significa ser falso consigo mesmo.
E vejo com tristeza isso. Não queria acreditar nisso, mas existe.
Essa pessoa é do sexo feminino. É jovem, com apenas 22 anos de idade.
Então vamos analisar a questão:
Uma jovem mulher, mãe, 22 anos e um relacionamento de 1 ano e 6 meses (aproximadamente).
Esse namoro é conturbado e instável.
Brigam muito. E pelo que sei, ele não é uma pessoa muito afetuosa.
Não tem muito tato com ela. Não sabe agradar, ou não quer mesmo.
Não sabe e não dá valor a namorada que tem. Só não sei se consciente ou inconscientemente.
Sinceramente, o moço tem uma cara feia. Ainda mais quando está com aquela famosa “cara de bunda”, sabe?!
Mas não posso falar nada. Pois vejo a beleza de modo diferente, e já tive namorados desprovidos de beleza. Bem, aquela beleza que os outros julgam.
Como sei que ele é um péssimo namorado, já não vejo beleza na pessoa dele. E a cara feia dele, fica mais feia ainda. Falo por mim, é claro!
Enfim, vamos ao “X” do post.
O cara não dá aquela atenção. Não conversa. Faz ela sofrer. Deve falar besteiras, quando fala… fazer besteiras. E deixa ela magoada e solitária.
Terminam o namoro, voltam com o namoro. Termina o namoro, volta o namoro.
Fica em um vai e vem que só. Namoro tipo montanha-russa.
Quando terminam, quando está ela magoada… ela diz e já disse várias vezes, que não tem mais volta. Que está decidida e que vai recomeçar. E o que acontece?!
Como das outras vezes, NADA!
Ela retorna o namoro. E começa tudo de novo.
Não sei se ele a ilude com palavras, ou com as mesmas desculpas. Não sei.
Ela já o traiu várias vezes. E se ele soube, não sei dizer. Mas creio que não.
Diz que o ama. Ela diz que ele é tudo na vida dela. Que o lance entre eles é complicado.
E esse “complicado” é apenas uma desculpa dela.
Ela repete essas palavras com muita freqüência.
Ela diz que ele é o que ela sempre sonhou. Que é a mulher mais feliz do mundo.
Inverdade*, e inverdades.
Inverdades que ela diz o tempo todo. Creio que ela tenta se convencer disso, ou aos outros.
Se ela o amasse, pelo menos como ela diz, ela não teria traído ele.
Particularmente, não acho que existam motivos justos para qualquer traição.
Mas entendo perfeitamente que, em alguns casos, pode-se confundir os sentimentos.
Já que, nós seremos humanos, somos complexos. E uma parte da humanidade, não tem a plena consciência de si próprio. O auto-conhecimento é apenas uma palavra, para algumas pessoas. Muitos não sabem e não praticam o auto-conhecimento.
Prezo muito isso. O auto-conhecimento ajudou-me muito. Fiz e tento praticar sempre que possível isso em minha vida. Auto-reflexão, auto-conhecimento. Deve-se ser ensinado, e pretendo passar isso para o meu filho. Ajuda a sabermos quem somos, como somos, a nos aceitarmos. Aumenta o nosso amor-próprio, e ajuda a nos livrar das armadilhas da vida ou das nossas próprias armadilhas.
Entendo perfeitamente que, em alguns casos, pode-se confundir os sentimentos. Principalmente as mulheres. Pois nós mulheres, somos complicadas e quando não, complicamos mesmo. Os hormônios costumam não colaborar muito. Mas isso é uma questão da natureza mesmo. Sei que existem mulheres safadas mesmo. E nesse caso específico, não posso falar…

Normalmente o amor e o sexo, para a mulher, é uma coisa só. Pois amor e sexo são sentimentos interligados. O amor obsessivo é uma doença comum do sexo feminino.
Muitas vezes, esse amor se transforma em uma obsessão, quando a mulher julga que o sexo entre eles é perfeito. E até ser perfeito mesmo. Ou quando, no início, o relacionamento entre o casal foi maravilhoso ou perfeito. As vezes, contando com o peso de um bom sexo. E a falta disso causa essa obsessão – o sexo ou o modo como conviviam.
Sei que existe a traição puramente carnal, aquela que não há envolvimento emocional entre os amantes. Apenas uma troca carnal e de fluídos.
Sei disso, apenas pelas experiências de outras pessoas e por observar muito, já que na prática não funciona comigo e não consigo assimilar muito bem isso. A minha cabeça é muito diferente. Esse sentimento de fidelidade está na minha alma e no meu corpo.
Minha fidelidade está integrada no meu ser, por completo.
Meu falecido amigo, disse-me secretamente por uma conversa via msn, que raramente ele traía a namorada dele. Não lembro exatamente do termo que ele usou e a justificativa. Porém, lembro perfeitamente que ele disse ser puramente carnal. E que ele não se envolvia sentimentalmente com a “outra”, era apenas aquele momento, e que os sentimentos dele não mudavam em relação a namorada dele. Pois ele continuava amando-a. Era sexo apenas. Eu acreditei, pois ele foi firme e claro no que disse-me.
Cheguei a questioná-lo: “Vai que acontece e você passa a gostar dessa outra pessoa?!
Ele respondeu: “Pelo nosso amor, sou cuidadoso e separo muito bem as coisas. E normalmente, a outra é alguém que provavelmente não irei ver novamente.
Ele não queria deixar de amá-la, não queria o fim do namoro. A traição seria se ele deixasse de amá-la ou passasse a gostar de outra pessoa, era como ele pensava.

A ilusão, usar palavras que não condiz com a realidade, não assumir o que realmente está acontecendo. A insatisfação mascarada com palavras e sorriso.
É um modo de viver muito triste.

Hoje (atualizando: dia,01/07/09) ela está na mesma situação, só que com uma filha dele.

Uma parte do texto escrito pela psicóloga Rosemeire Zago:
Todos nós dependemos de atenção, afeto, carinho, amor. Muitos ainda dependem de alguém financeiramente. Mas o pior tipo de dependência é a que torna a pessoa escrava de drogas, álcool, tabaco, sexo, comida ou outras formas de compulsão. E também a que faz com que alguém seja dependente psicologicamente de outra pessoa.
Se o caso dessa jovem é amor obsessivo, se é dependência emocional, baixa estima, não sei. Não sou psicóloga e nem conversei com ela para ter as minhas conclusões definidas.
Creio que ela tem baixa estima. Apesar de saber que existem mulheres com uma auto-estima baixa que sabem se defender, e defender seus interesses. Nem toda mulher com baixa estima deixa-se ser usada ou ser pisada.
Tenho auto-estima baixa? Tenho! Mas não tente me pisar.
Minha intuição faz-me crer que ela é dependente emocionalmente.
Sei que é preciso ter muita força de vontade para sair dessa situação.
O pior não é estar enganando os outros, os amigos… é estar enganando a si próprio.
Se uma relação não está funcionando bem, se o relacionamento não está sendo prazeroso e satisfatório; se as dificuldades, os problemas e as lágrimas são maiores que qualquer outra coisa… É um relação fadada ao fracasso. Não adianta tentar ser uma grande guerreira e lutar sozinha na tentativa de reverter essa situação, pois esse relacionamento já está fracassado. É uma batalha perdida. Um relacionamento só é resgatado, restaurado, quando os dois tem esse mesmo desejo. E lutam, e trabalham juntos para isso. Quando há reciprocidade de sentimentos.
Um bom relacionamento, deve-se ser comparado ao paraíso… e não com uma guerra. Não acha?!
Se está nesse ponto, ponto de guerra… Será apenas um desperdício de energia e de tempo desse(a) guerreiro(a) solitário(a). Além, é claro, de prolongar o sofrimento.
Acredite: “Não tem como melhorar! Você irá sofrer muito mais!!“.
Sei que não é fácil assumir que um relacionamento fracassou. Mas é o ponto incial para a libertação e o recomeço de uma nova vida.
Sei que o medo da solidão existe. Mas devemos lutar pela nossa felicidade plena.
Não devemos nos contentar com poucas alegrias, com momentos passageiros alegres, sabendo que não é duradouro. E que iremos nos decepcionar, sofrer, denovo.
E definitivamente devemos nos amar primeiro, nos respeitar, e se não damos valor a nós mesmos… ninguém irá dar. Como diz o sábio Gasparetto: “Os outros nos tratam como nós nos tratamos.“.

E por falar nele…

Vou finalizar esse post (ou seria testamento?!rolandoderir ) com suas sabedorias:

Não tenha medo de tentar nem se culpe quando fizer algo que não dê certo.

Tudo tem começo e meio. O fim só existe para quem não percebe o recomeço.

LUIZ GASPARETTO


0 Responses to “[FALSIDADE] Ser Falso Consigo Mesmo”



  1. Deixe um comentário

Deixe seu relatório investigativo, ou mande beijo; dê seu palpite, ou bronca. Mas fale sério comigo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Ponto de Encontro:

Leitores do Blog:

  • 4,635,124 Visitantes

Visitantes Online

visitor stats

Seguir Fastlove:

Siga-me no Facebook

Dona do Blog:

Quem sou eu?
Aspiro com o dia em que não incomodarei as pessoas com minha sinceridade. No dia em que as pessoas não terão medo e nem vergonha de expor sua essência – dizer o que realmente pensam e querem. O fim da hipocrisia, do sujeito oblíquo. Com calma caminho em busca de um futuro melhor, e não espero por coisas fáceis. Sou chata, brega, amiga, leal, fiel, prestativa, distraída, esquecida, impulsiva, falante, extravagante, extrovertida, medrosa, extremamente ansiosa, normalmente curiosa e tolerante, as vezes envergonhada. Mensageira da esperança, da palavra amiga. Admiro quem anda sozinho, mas não consigo. Fico feliz quando vejo um sorriso, quando o sonho se torna realidade mesmo q não seja meu. Satisfeita ao ver um casal de velhinhos em um restaurante, de mãos dadas. Choro quando assisto TV, quando sofro decepção, quando decepciono alguém e por saber que o mal está solto. Mas tranquila e muito feliz por saber que acima de tudo Deus existe, que é Amor, Justo, Fiel, Onipotente e Onipresente. Não tenho a família de meus sonhos, porém tenho força de vontade para criar uma, todos os passos são cuidadosamente analizados e percebo hoje que estou em uma posição muito a frente dos meus sonhos mais simples. Com a Graça de Deus Celestial. E com a certeza que Deus nunca me abandonou! Com a benção Dele, sinto que realizarei e viverei mais que sonhos. Desejo ver meus filhos crescer e que sejam felizes, ter mais filhos e adotar quando possível. Quero uma família grande, unida e repleta de paz e amor. Desejo que as pessoas conheçam a Paz, o Amor e o Poder que somente nosso Deus tem e pode nos dar. Desejo uma casa, no quintal: animais e um pé de jambo. Bem longe do Rio de Janeiro. Mas Deus sabe o que é melhor para mim. Afinal, sou mais que uma vencedora! Fui escolhida em uma corrida de milhões, fui vitoriosa e gerada. Gerei filhos saudáveis e lindos, perfeitos aos olhos de Deus, aos meus olhos... e verdadeiros Presentes Divinos em minha vida.

Twitter

Calendário do Blog

outubro 2007
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Buscar Arquivos do Blog

Casos Arquivados

Categorias do blog

Member of The Internet Defense League

RSS Frases Pensador


%d blogueiros gostam disto: