04
mar
08

Quando a taxa de carência está alta

Lembrei do dia em que estava super carente de carinho, de afeto:
Era um dia de Domingo, fui para o culto (não lembro se da manhã ou da noite) com vontade de ir mas com aquela cara de carente e com os pensamentos preocupados, chateados, por sentir falta de receber ‘carinho’… mas não tinha muita explicação. E meu filho não estava dando conta naquele momento. (Pensamentos preocupados? NORMALz! Chateados? COM OS PAIS QUE TENHO NEM PRECISO DIZER!) Falta de carinho, deixa a pessoa carente (Dããn!). E carência pode deixar indivíduos em situações nada boas. Aliás, a pessoa carente normalmente é vista como uma pessoa chata. Eu nem ligo muito, pois já sou chata por natureza mesmo. =P
Cheguei atrasada, com o culto cheio perdi o meu lugar preferido e tive que ficar na parte de cima. Que antes não tinha ficado. Até aí tudo bem.
Acabei sem querer, reparando que eu estava vestida super simples… de chinelo. Talvez por estar lá de cima, fiquei imaginando como as pessoas me veriam… As que estariam lá na frente e que ao olhar pra cima, me veriam simplesmente simples.…rsrs Ao lado de pessoas totalmente arrumadas. Tipo, pra mim ficaria mais óbvio como estava vestida por conta do lugar que estava, e que se estivesse onde costumo sentar não me notariam.
Estava lá eu, assumindo meu jeito simples e focalizando as palavras: Você está confortável com essas roupas; O meu valor não está em minhas roupas; Nunca me importei antes, não vou me importar agora; Jesus não está preocupado com a minha roupa; etc.
Como não fui criada dentro de uma igreja, e me mantive afastada dela, não tenho conhecimento de muitos louvores/hinos. Na verdade, conheço muito pouco e sempre acompanhei o louvor no projetor, bem timidamente.
Sempre canto baixo, com aquela timidez de quem tem vergonha e não sabe a letra. Fora que eu tenho completamente noção de que não canto bem nenhuma canção, que minha voz foi feita apenas para conversas, pois cantar nem em sonhos.
Estou eu lá, louvando e acompanhando a letra do hino projetado na parede, super carente… E de repente, no culto o irmão manda louvarmos de frente para o irmão ou para a irmã do lado. o_O
Pow, eu de lado como conseguiria louvar sem ler a letra?!
Até que memorizei algumas partes, mas quem estava do meu lado e que sobrou para ficar de mãozinhas dadas?! Um irmão da igreja, que eu conhecia de vista há muitos anos mesmo. Que nem lembro quando foi a primeira vez que o vi, que nunca soube exatamente onde morava, que apenas lembro das últimas vezes que o vi… que foi trabalhando em uma lotação, em uma Kombi.
Momentos antes, tínhamos trocados poucas palavras e sorriso simplório.
Nem sei se ele está casado ou solteiro, mas para mim não importava… não só por não ter nenhum interesse na pessoa dele, como também em nenhuma outra pessoa (qualquer pessoa ou sentimento além não me importavam). Eu simplesmente vivi alheia, por um tempo, as pessoas ao meu redor.
Fato é fato! Ele tem os olhos lindos, e sempre está sorridente.
Estamos de mãos dadas, e ele cantando o hino para mim, olhando nos meus olhos… com aqueles olhos lindos que Deus os deu… cantando sorrindo e ainda por cima transformando a letra para o feminino. Se é que não estou errando.
Não lembro do hino, mas ele tava cantando realmente para mim. Gentilmente ele transformava a letra, como se fosse para mim.
Eu que sou tímida, e não sabia (não sei) cantar a letra sem ler e que apenas sabia umas partes… parei de cantar baixo. E fiquei sem graça totalmente. Só olhando para aqueles olhos lindos, sentindo o carinho que era passado pelas mãos, e tentando não sorrir… Para não demonstrar a tamanha alegria que estava sentindo… A minha carência foi embora! Simples assim!! (Tentando não sorrir? ÓBVIO! PARA MÁS INTERPRETAÇÕES EXISTEM MILHÕES!!)
Fiquei satisfeita com aquele gesto. Gesto simples, sem importância. Mas que me alegrou e me animou. Afastando a carência que estava me aflingindo.
Quem tem a alma pura, como a minha… não se prende a detalhes! xD

Quando a taxa de carência está altavá em uma Igreja! Você pode se surpreender.


0 Responses to “Quando a taxa de carência está alta”



  1. Deixe um comentário

Deixe seu relatório investigativo, ou mande beijo; dê seu palpite, ou bronca. Mas fale sério comigo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Ponto de Encontro:

Leitores do Blog:

  • 4,635,124 Visitantes

Visitantes Online

visitor stats

Seguir Fastlove:

Siga-me no Facebook

Dona do Blog:

Quem sou eu?
Aspiro com o dia em que não incomodarei as pessoas com minha sinceridade. No dia em que as pessoas não terão medo e nem vergonha de expor sua essência – dizer o que realmente pensam e querem. O fim da hipocrisia, do sujeito oblíquo. Com calma caminho em busca de um futuro melhor, e não espero por coisas fáceis. Sou chata, brega, amiga, leal, fiel, prestativa, distraída, esquecida, impulsiva, falante, extravagante, extrovertida, medrosa, extremamente ansiosa, normalmente curiosa e tolerante, as vezes envergonhada. Mensageira da esperança, da palavra amiga. Admiro quem anda sozinho, mas não consigo. Fico feliz quando vejo um sorriso, quando o sonho se torna realidade mesmo q não seja meu. Satisfeita ao ver um casal de velhinhos em um restaurante, de mãos dadas. Choro quando assisto TV, quando sofro decepção, quando decepciono alguém e por saber que o mal está solto. Mas tranquila e muito feliz por saber que acima de tudo Deus existe, que é Amor, Justo, Fiel, Onipotente e Onipresente. Não tenho a família de meus sonhos, porém tenho força de vontade para criar uma, todos os passos são cuidadosamente analizados e percebo hoje que estou em uma posição muito a frente dos meus sonhos mais simples. Com a Graça de Deus Celestial. E com a certeza que Deus nunca me abandonou! Com a benção Dele, sinto que realizarei e viverei mais que sonhos. Desejo ver meus filhos crescer e que sejam felizes, ter mais filhos e adotar quando possível. Quero uma família grande, unida e repleta de paz e amor. Desejo que as pessoas conheçam a Paz, o Amor e o Poder que somente nosso Deus tem e pode nos dar. Desejo uma casa, no quintal: animais e um pé de jambo. Bem longe do Rio de Janeiro. Mas Deus sabe o que é melhor para mim. Afinal, sou mais que uma vencedora! Fui escolhida em uma corrida de milhões, fui vitoriosa e gerada. Gerei filhos saudáveis e lindos, perfeitos aos olhos de Deus, aos meus olhos... e verdadeiros Presentes Divinos em minha vida.

Twitter

Calendário do Blog

março 2008
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Buscar Arquivos do Blog

Casos Arquivados

Categorias do blog

Member of The Internet Defense League

RSS Frases Pensador


%d blogueiros gostam disto: