08
abr
08

Como se livrar de um internauta mala

Aproveitando o teste passado, não pude deixar essa matéria de lado, que nos ensina a se livrar daquele internauta mala e chato que nos pentelha.

Barra Natu

Saiba como despistar os malas da web

Um guia com dicas para evitar internautas inconvenientes.
Quanto mais o usuário se expõe na web, maiores as chances de ele ser importunado.

Foto: Leonardo Aragão/Arte G1

Ele chama no messenger mesmo quando você mostra que está ocupado. Pede várias vezes para você deixar um testemunho no Orkut dele. Cria comunidades virtuais e insiste na importância de sua adesão. Deixa comentários em seu blog com o único e exclusivo objetivo de divulgar a página pessoal dele. Conheça o típico chato da internet — caso vocês ainda não tenham sido apresentados –, um sujeito que faz você questionar se sua existência virtual realmente vale a pena.

Assim como acontece no mundo off-line, não há como eliminar completamente pessoas com comportamento inadequado de sua vida on-line. Mas existem formas educadas de evitar e despistar esses internautas, para prevenir chateações que se tornam cada vez mais comuns com a popularização das redes sociais.

Diga ‘não’

A jornalista especializada em etiqueta Claudia Matarazzo faz coro. Ela afirma que a internet é uma vitrine, onde as pessoas que mais se expõem são aquelas que ficam mais acessíveis. “A demanda da vida virtual é grande e muitas vezes fica impossível atendê-la. Por isso é importante saber dizer ‘não’, saber impor limites”, defende. Ou seja: assim como é importante negar pedidos inconvenientes na vida real, o mesmo deve ser feito na web.

A idéia, obviamente, não é xingar aquele conhecido só porque ele pediu pela décima vez para você escrever um testemunho. Nem difamar sua prima por causa das mensagens de “bom início de semana” ou “uma linda tarde de terça-feira” que ela coloca em sua página de recados. Mas, com educação, é possível negar as solicitações de internautas carentes — principal característica dos chatos — ou pedir para não receber recados enviados em massa (evite a palavra “spam”, que não é lá muito simpática).

♦ Insistência

Um dos principais problemas das pessoas inconvenientes, no entanto, é a insistência. Por isso, é possível que ela mantenha seus irritantes hábitos virtuais, mesmo depois de você demonstrar insatisfação.

“O chato geralmente não respeita os limites. Esse comportamento ganha ainda mais força na internet, onde ele não encontra censuras externas, como olhares de reprovação”, explica Itakura, da PUC. “Pelo fato de a chatice estar ligada à carência e à insegurança, o chato vai sempre tentar chamar a atenção com o objetivo de saciar esse vazio emocional.” E dá-lhe pedidos para comentar o blog, entrar na comunidade, opinar sobre a foto, repassar para os amigos, acessar o link e escrever recados.

Maria Aparecida Araújo, consultora de comportamento social e profissional, reconhece que muitas vezes é necessário ser contundente (direto, categórico) com os chatos. “A iniciativa de se comunicar dessa maneira nunca deve ser sua, porque ela não gera simpatia. Mas se você deixou claro no messenger que está ocupado e a pessoa continua insistindo, é necessário passar o recado de forma mais dura”, exemplifica a especialista.

◊ Veja as dicas de como se livrar de um internauta mala

→ Quanto mais informações você divulga, mais disponível ficará. Se publicar na internet seu e-mail, por exemplo, qualquer pessoa ficará a vontade para lhe contatar.

O status do messenger deve ser respeitado. Se você mostrar que está ocupado, tem todo direito de ignorar aquele colega que quer bater papo.

Supere o medo de dizer “não”. Você não é obrigado a acrescentar um estranho no Orkut somente porque conversou com ele na fila do banco.

Se não gostar, reclame. Não há problema em pedir, de forma educada, que seu amigo apague do fotolog aquela foto que lhe compromete.

Dificulte o acesso de desconhecidos. Nas redes sociais, por exemplo, é possível receber recados somente escritos pelos amigos.

Só divulgue um blog se gostar dele. Não é porque um blogueiro publicou o link de sua página que você precisa fazer o mesmo com o site dele.

Não alimente o chato virtual. Quanto mais atenção você der e mais atender às suas demandas, mais ele vai lhe procurar.

Quer saber se você é um mala? Clique aqui!

Fonte: G1

Anúncios

3 Responses to “Como se livrar de um internauta mala”


  1. 9 de abril de 2008 às 08:00

    Oi…

    obrigado pela visita em meu blog. Gostei bastante deste seu espaço aqui. Vou procurar visita-lo com frequencia. Até.

  2. 8 de abril de 2008 às 19:21

    Olá amigo(a)fast, uma vez que você colocou o banner do EC aqui eu gostaria de retribuir a gentileza, caso queira me mande por e-mail o endereço do seu banner (em formato 120×60 pixels) que eu coloco na minha lista de favoritos.
    Um abraço


Deixe seu relatório investigativo, ou mande beijo; dê seu palpite, ou bronca. Mas fale sério comigo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Leitores do Blog:

  • 4,904,608 Visitantes

Visitantes Online

visitor stats

Seguir Fastlove:

Siga-me no Facebook

Dona do Blog:

Quem sou eu?
Aspiro com o dia em que não incomodarei as pessoas com minha sinceridade. No dia em que as pessoas não terão medo e nem vergonha de expor sua essência – dizer o que realmente pensam e querem. O fim da hipocrisia, do sujeito oblíquo. Com calma caminho em busca de um futuro melhor, e não espero por coisas fáceis. Sou chata, brega, amiga, leal, fiel, prestativa, distraída, esquecida, impulsiva, falante, extravagante, extrovertida, medrosa, extremamente ansiosa, normalmente curiosa e tolerante, as vezes envergonhada. Mensageira da esperança, da palavra amiga. Admiro quem anda sozinho, mas não consigo. Fico feliz quando vejo um sorriso, quando o sonho se torna realidade mesmo q não seja meu. Satisfeita ao ver um casal de velhinhos em um restaurante, de mãos dadas. Choro quando assisto TV, quando sofro decepção, quando decepciono alguém e por saber que o mal está solto. Mas tranquila e muito feliz por saber que acima de tudo Deus existe, que é Amor, Justo, Fiel, Onipotente e Onipresente. Não tenho a família de meus sonhos, porém tenho força de vontade para criar uma, todos os passos são cuidadosamente analizados e percebo hoje que estou em uma posição muito a frente dos meus sonhos mais simples. Com a Graça de Deus Celestial. E com a certeza que Deus nunca me abandonou! Com a benção Dele, sinto que realizarei e viverei mais que sonhos. Desejo ver meus filhos crescer e que sejam felizes, ter mais filhos e adotar quando possível. Quero uma família grande, unida e repleta de paz e amor. Desejo que as pessoas conheçam a Paz, o Amor e o Poder que somente nosso Deus tem e pode nos dar. Desejo uma casa, no quintal: animais e um pé de jambo. Bem longe do Rio de Janeiro. Mas Deus sabe o que é melhor para mim. Afinal, sou mais que uma vencedora! Fui escolhida em uma corrida de milhões, fui vitoriosa e gerada. Gerei filhos saudáveis e lindos, perfeitos aos olhos de Deus, aos meus olhos... e verdadeiros Presentes Divinos em minha vida.

Calendário do Blog

abril 2008
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Buscar Arquivos do Blog

Casos Arquivados

Categorias do blog

Member of The Internet Defense League

RSS Frases Pensador


%d blogueiros gostam disto: