24
jul
08

Hachiko: Um belo exemplo de amizade e fidelidade

“Hachiko continuou indo à estação todos os dias, esperando que o dono voltasse”

Estávamos na primavera do ano de 1993, e eu morava na região periférica de Tokyo. No caminho de ida e volta para o trabalho, tinha de sair da estação Shibuya do metrô e passar caminhando pela praça principal, que fica anexa à estação, para pegar um trem que nos levava até a cidade de Shiba New Town. Certo dia, reparei que, bem próximo à calçada por onde caminhava rotineiramente, existia uma estátua solitária de um cão, feita de bronze, um tanto escurecida pelo tempo. Passou a atrair minha atenção todas as vezes que por lá passava.

Fiquei intrigado com a descoberta por dias. Resolvi, no fim, perguntar a um colega de trabalho nissei chamado Paulo, que morava há mais tempo que eu em Tokyo, se ele saberia me dizer algo sobre a estátua. Fiquei surpreso quando ele me contou que o monumento havia sido colocado ali em homenagem à fidelidade e amizade demonstradas por um cão em relação ao dono.

Isso despertou ainda mais minha curiosidade, de tal forma que procurei saber mais sobre a estátua. Pesquisando melhor, descobri que se tratava de uma homenagem a um cão da raça Akita chamado Hachiko. Ele havia pertencido a um professor da Universidade de Tokyo chamado Eizaburo Ueno, morador dos arredores da estação de Shibuya.

Toda a manhã, Hachiko ia com o professor Ueno até a estação de trem, e voltava no fim da tarde para acompanhá-lo na volta para casa.

No dia 21 de maio de 1925, Hachiko tinha apenas um ano e meio de idade. Estava, como de costume, na estação à espera de seu dono que chegaria no trem das 16h. Porém, naquele fatídico dia, o professor Ueno não voltou. Tinha sofrido um derrame cerebral fatal na universidade.

Após a morte do professor, seus parentes e amigos passaram a cuidar do cão, mas Hachiko continuava indo todos os dias à estação, na esperança de que dono voltasse para casa. Muitos anos se passaram, e mesmo com dificuldades para caminhar, em decorrência de problemas de saúde, Hachiko continuava mantendo a rotina diária de ir até a estação. Sua vigília diária durou até o dia 7 de março de 1934, quando, com 11 anos e 4 meses, foi encontrado morto no local exato onde esperou o dono por tantos anos.

A história de amizade e fidelidade de Hachiko ficou conhecida em todo o Japão e no mundo, quando o Jornal Asahi, no ano de 1934, publicou uma matéria: “Cão velho e fiel esperou por sete anos a volta do seu dono, que já estava morto”.
A história sensibilizou o povo japonês e pessoas de várias partes do mundo. Como conseqüência, a memória de Hachiko foi imortalizada com uma estátua de bronze erguida no local onde morreu.

Hachiko

Foto de Hachiko e de sua estátua no Japão

Durante a Segunda Guerra Mundial, as estátuas no Japão foram confiscadas e derretidas, incluindo a de Hachiko. Em 1948, quando a guerra já havia terminado, o filho do escultor do monumento original foi contratado para criar uma réplica, que foi colocada no mesmo lugar da anterior. Hoje em dia, todos que passam pela estação de Shibuya podem ver a imponente estátua de Hachiko, eternizando uma das maiores provas de amor incondicional: a amizade e fidelidade de um cão pelo seu dono.

Até hoje, todos os anos, no mês de abril, os admiradores de cães, e especialmente de Hachiko, realizam uma cerimônia em sua homenagem. A história emociona porque nos faz refletir sobre o valor da fidelidade e do companheirismo. Essas qualidades podemos chamar de verdadeira amizade.

Imagem de um dos livros - A história de Hachiko rendeu muitos livros.

Imagem de um dos livros: A história de Hachiko rendeu muitos livros.

História escrita pelo famoso Richard Gere.

Imagem de outro livro: História escrita pelo famoso Richard Gere.

Transformado em desenho.

Cartoon de Hachiko: Transformado em desenho.

TEXTO: Nelson Tanuma.

IMAGENS: Fastlove by google ;*

Anúncios

5 Responses to “Hachiko: Um belo exemplo de amizade e fidelidade”


  1. 13 de junho de 2011 às 23:08

    eu amai esse filme e me emocionei essa historia e muito linda nesse dia a globo deu aldiencia e como deu

  2. 26 de dezembro de 2010 às 20:22

    Ola Nelson!
    Tudo bem?

    Me chamo Bruno e me dedico ao estudo e criação de cães da Raça Akita a 18 anos, gostei muito do seu texpo e em especial da imagem.
    Gostaria de saber se poderia usar a fotografia da estatua de Hachiko para ilustrar um texto sobre ele que sera inserido no site do meu canil.

    Agradeço desde ja.

    Atenciosamente,
    Bruno Rodrigues.

    bru_grodrigues@hotmail.com

    TENSHI NO KENSHA

  3. 4 keyryy
    15 de abril de 2010 às 18:56

    hachiko,hachiko fue un perro agradable lindo etc pero me asombro ber q hachiko nunca dejo de esperar a su dueño sabieno q el habia muerto no le importo nada mas q esperar a su dueño me hasombre cuando by la pelicula creanme me puse a llorar con eso de q soy muy sentimental y mas con los perros se imaginan es una de la pelicula mas bonita de casi 100%como 10 son las mas bonitas y sentimentales creanme bean la pelicula y beran
    bueno eso estode bye

  4. 21 de agosto de 2008 às 14:23

    adoro mensagens de fidelidade, amor ao próximo, amor e fidelidade


Deixe seu relatório investigativo, ou mande beijo; dê seu palpite, ou bronca. Mas fale sério comigo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Leitores do Blog:

  • 4,906,425 Visitantes

Visitantes Online

visitor stats

Seguir Fastlove:

Siga-me no Facebook

Dona do Blog:

Quem sou eu?
Aspiro com o dia em que não incomodarei as pessoas com minha sinceridade. No dia em que as pessoas não terão medo e nem vergonha de expor sua essência – dizer o que realmente pensam e querem. O fim da hipocrisia, do sujeito oblíquo. Com calma caminho em busca de um futuro melhor, e não espero por coisas fáceis. Sou chata, brega, amiga, leal, fiel, prestativa, distraída, esquecida, impulsiva, falante, extravagante, extrovertida, medrosa, extremamente ansiosa, normalmente curiosa e tolerante, as vezes envergonhada. Mensageira da esperança, da palavra amiga. Admiro quem anda sozinho, mas não consigo. Fico feliz quando vejo um sorriso, quando o sonho se torna realidade mesmo q não seja meu. Satisfeita ao ver um casal de velhinhos em um restaurante, de mãos dadas. Choro quando assisto TV, quando sofro decepção, quando decepciono alguém e por saber que o mal está solto. Mas tranquila e muito feliz por saber que acima de tudo Deus existe, que é Amor, Justo, Fiel, Onipotente e Onipresente. Não tenho a família de meus sonhos, porém tenho força de vontade para criar uma, todos os passos são cuidadosamente analizados e percebo hoje que estou em uma posição muito a frente dos meus sonhos mais simples. Com a Graça de Deus Celestial. E com a certeza que Deus nunca me abandonou! Com a benção Dele, sinto que realizarei e viverei mais que sonhos. Desejo ver meus filhos crescer e que sejam felizes, ter mais filhos e adotar quando possível. Quero uma família grande, unida e repleta de paz e amor. Desejo que as pessoas conheçam a Paz, o Amor e o Poder que somente nosso Deus tem e pode nos dar. Desejo uma casa, no quintal: animais e um pé de jambo. Bem longe do Rio de Janeiro. Mas Deus sabe o que é melhor para mim. Afinal, sou mais que uma vencedora! Fui escolhida em uma corrida de milhões, fui vitoriosa e gerada. Gerei filhos saudáveis e lindos, perfeitos aos olhos de Deus, aos meus olhos... e verdadeiros Presentes Divinos em minha vida.

Calendário do Blog

julho 2008
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Buscar Arquivos do Blog

Casos Arquivados

Categorias do blog

Member of The Internet Defense League

RSS Frases Pensador


%d blogueiros gostam disto: